Get Adobe Flash player

Parceiros Premium

 Rijk Zwaan

 

 

 

Berinjela

Nome científico: Solanum melongena
Família: Solanáceas
Nome comum: berinjela, eggplant (inglês), berenjena (espanhol), nasu (japonês)
Origem: Índia
Descrição e característica da planta: a planta é arbustiva, caule semilenhoso com várias ramificações, cultura anual e pode chegar a mais de um metro de altura. As folhas são grandes e de cor verde-clara. As flores são formadas isoladamente e têm a cor arroxeada. Elas são hermafroditas (os dois sexos na mesma flor) e autoférteis. Dependendo de variedades ou de híbridos, os frutos diferem quanto ao tamanho (grandes, médios ou pequenos), às cores (vermelho-escuro ou roxo (maioria), mesclado de roxo com branca ou totalmente branca (mais rara)) e ao formato (longo, curto, arredondado, ovalado, reto, curvo, grosso ou fino). As variedades e híbridos mais plantados são: Ciça, Baronesa, Diamante Negro, F-100, F-1000, Super F-100 Naganasu, Ônix, Ryoma e outros. Os frutos são colhidos ainda novos, quando estão bem desenvolvidos, brilhantes e macios. A polpa é macia e flexível. Os frutos velhos e maduros apresentam a casca com a cor amarela ou marrom. A berinjela se desenvolve e produz muito bem em regiões de clima quente a ameno, solos ricos em matéria orgânica e boa disponibilidade de água durante todo o ciclo da planta, embora tenha boa tolerância à seca. Ela não tolera geada e nem solos encharcados. A planta está sujeita a incidência de diversas doenças e pragas que podem até destruí-la. A propagação é feita por sementes, e as mudas, produzidas em estufas, são transplantadas ao campo, quando estiverem com 10 a 18 centímetros de altura. A colheita inicia 90 a 140 dias após a semeadura e pode prolongar-se por mais de 100 dias.
Produção e produtividade: a produtividade de alguns híbridos pode chegar a mais de 15 quilos por planta ou a 100 toneladas de frutos por hectare. Os estados de São Paulo e Rio de Janeiro se destacam na produção brasileira dessa hortaliça.
Utilidade: a berinjela pode ser consumida cozida, frita, assada ou grelhada, em sopas e como conserva. Ela é rica em proteína, vitaminas A, B1, B2, B5 e C, sais minerais como cálcio, fósforo, ferro, potássio e magnésio. Existem controvérsias, mas muitos atribuem à berinjela propriedades medicinais, como na redução do nível de colesterol e outros efeitos benéficos à saúde humana

Newsletter

Facebook